quarta-feira, 31 de julho de 2013

Um novo livro

Hoje tive olhando pro meu passado. Um passado nada distante, diga-se de passagem. Coisas que aconteceram comigo há uns meses atrás. Sentimentos que, mesmo sem querer, eu tive que dizer ‘tchau’, e tive que aprender a lidar com a saudade.

Foi preciso fechar o livro. Na verdade eu queria queimá-lo, mas sei que seria muita crueldade apagar meu passado assim. Guardei o livro naquela gaveta que nunca abro (só pra evitar frustrações), e peguei um livro em branco. Novinho em folha. Pronto pra escrever uma nova história.


Convencida de que estava fazendo a coisa certa, comecei a me questionar. Por mais que não devamos viver do nosso passado, não é nada justo trocar de livro a cada desilusão. E então comecei a calcular por quanto tempo conseguiria escrever nesse novo livro – talvez até me apaixonar e me desiludir mais uma vez. E eu trocaria de livro mais uma vez. E isso se tornaria um ciclo vicioso.

Não, eu não posso fazer isso. É preciso aprender com nosso passado. Já ensinei isso pras minhas leitoras umas mil vezes. Mas né, eu nunca consigo viver das minhas próprias teorias.

Foi então que eu prometi pra mim mesma continuar sempre no mesmo livro. Estou aqui escrevendo o que penso hoje e, se amanhã ou depois eu pensar de outro jeito, continuarei escrevendo aqui, mas de forma diferente.

Meu novo livro foi inaugurado com esse texto. Agora o blog está oficialmente reaberto (rs!). E que venham muitas histórias, muitas inspirações e muitos textos nessa nova fase!

2 comentários:

  1. Belas palavras, Glenda! Estava morrendo de saudades de você e os seus textos!
    Ah, adorei o lay *-* Super fofo e delicado!
    E que venham muitos textos para alegrarem os meus dias ;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Karen!
      Eu também tava com muita saudade!
      Espero que haja muita inspiração =]

      Excluir

Sua opinião será sempre bem vinda *--*