sábado, 20 de outubro de 2012

Você não faria nada por mim

Tudo começou normalmente. Eu te vi e fui gostando de você aos poucos, e me envolvendo muito. Conversamos. Nos entendemos. Parecíamos tão parecidos. Mas não.
Quando nos beijamos pela primeira vez eu senti uma coisa estranha, não sei explicar, acho que era minha mente me avisando que você era uma má ideia. Mas depois você foi me envolvendo e eu me perdi, perdi o controle, perdi o rumo, vivia por você.

Depois que eu estava completamente louco por você, você começou a me decepcionar. Suas atitudes me provavam cada vez mais que você não era quem eu pensava, não merecia o meu amor.

E agora? O que eu poderia fazer se você já tinha dominado a minha vida?
Eu te dei tudo o que eu tinha, me apaixonei perdidamente por você e já não conseguia me curar, gostar de alguém sempre foi irreversível pra mim.
Eu te dei todo o meu amor e você sumiu como se nada tivesse acontecido. Foi embora, e me deixou em pedaços.

Mas você sabe que depois de tudo eu ainda seria capaz de dar a minha vida por você, como sempre foi. Por mais que eu queira te odiar, saiba que eu ainda te amo, mas sei que não dá pra viver assim.
Eu te amei como ninguém, e você me decepcionou como ninguém. Não sei o que vou fazer para me curar de você, mas pode ter certeza que quando eu te esquecer, vai ser pra sempre.

Música de Inspiração: Grenade – Bruno Mars

Obs: Gente, de uns dias pra cá eu tenho gostado de escrever textos que não falem de mim, sabe, estou gostando de inventar histórias que acredito que muitas pessoas se identificam. Portanto, quem já me conhece bem percebeu que alguns textos não estão se encaixando na minha história, rsrs, mas a minha intenção é fazer com que, mesmo que você não seja parecida comigo, se identifique com os textos do blog!
Beijo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião será sempre bem vinda *--*