sábado, 19 de maio de 2012

Dane-se tudo!

Ainda não entendi a lei a atração. Já gostei de outros caras, mas com você é diferente. Não que eu goste mais, aliás, acho até que gosto menos. Não sinto coração acelerado nem frio na barriga, só sinto uma atração estranha, uma vontade de ficar perto de você. Acho que tem muita química e pouca paixão. Nem sei o que significa isso.

Eu sempre levei a vida tão certinha. Sempre andei na linha. Faço o tipo garota-tímida-em-busca-do-seu-príncipe-encantado. Mas eu sei que você não é meu príncipe, ou pelo menos não parece ser.

Esse seu jeito despreocupado de ser me deixa sem rumo. Perco a noção do tempo quando me vejo olhando pras estrelas pensando em ti. Mas ainda não entendo porque isso acontece, acho que a melanina me atrai. Você curte rock e isso também me atrai.

Eu sei que é diferente. Sabe, das outras vezes que gostei de alguém eu só via a perfeição. Eu imaginava um futuro lindo, e blá blá blá. Mas com você eu só consigo imaginar o agora, e nada mais.

A música Smile – da Avril - tem feito sentido pra mim. Eu fico ouvindo e tentando me convencer de que você é uma má idéia. Só queria saber onde essa história vai parar. Você sabe que eu sou a certinha da turma, mas, quando olho nos seus olhos, eu sinto uma vontade de dizer ‘dane-se tudo’ e ir embora com você.

Não sei se estou apaixonada por você. Espero que não. Só quero sentir isso de verdade quando eu souber que essa história é real – como se eu pudesse mandar no coração, né?
Isso não é normal, às vezes acho que é irreal. Até eu me convencer que você sente o mesmo por mim, quando percebo você me olhando.
Vou tentar me controlar. Até eu te ver novamente, sentir um arrepio e uma vontade louca de dizer: “dane-se tudo, eu quero você!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião será sempre bem vinda *--*